Investigador suspeito de matar PM em Valparaíso é preso após se apresentar à corregedoria do Deinter 10 de Araçatuba

Terça, 10 Outubro 2017 09:16 Publicado em Araçatuba

Policial militar teria invadido a casa da ex-mulher e sido baleado pelo suspeito, namorado dela. Caso ocorreu em Valparaíso (SP).

 

O Investigador da Polícia Civil Denis Gomes da Silva, suspeito de atirar e matar o policial militar Juliano Aparecido de Oliveira Macedo, de 38 anos, em Valparaíso (SP), foi preso na noite de sexta-feira (29).

De acordo com informações da Secretaria de Segurança Pública, o suspeito foi à corregedoria de Araçatuba e, depois de prestar depoimento, foi encaminhado temporariamente ao presídio da Polícia Civil, em São Paulo. Um inquérito foi instaurado e vai apurar a conduta dele.

O crime ocorreu depois que Juliano Aparecido de Oliveira Macedo, de 38 anos, teria invadido a casa da ex-mulher, que é escrivã da Polícia Civil, e lá foi baleado pelo suspeito, namorado dela.

Segundo a polícia, o policial militar levou tiros na perna e um na cabeça. A vítima foi levada para a Santa Casa de Valparaíso e depois para o pronto-socorro de Araçatuba (SP), mas não resistiu aos ferimentos e morreu no início da manhã.

O casal, que tem um filho de 11 anos, estava separado há 5 anos mas mantinha um bom relacionamento, segundo a Polícia Militar.

Polícia Civil

 

O policial civil e a namorada trabalham na delegacia de Valparaíso. Em nota, a Polícia Civil disse que vai abrir inquérito criminal e administrativo para investigar a conduta do policial civil. O local do crime foi periciado, a arma do PM foi apreendida e encaminhada ao Instituto de Criminalística.

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.